Brisa

Máquina de escrever

Eu já decorei o seu gosto
E a memória da sua pele brilha em mim
Porque o sol da sua casa tem uma cor diferente

Mesmo quando estou longe
É o seu nome que segue meu caminho
Nos dias em que não estou só

Mesmo depois de tanto tempo
Essa recordação é meu guia
Sopro morno de desassossego

Você sempre acreditou em amor eterno
Em corações partidos e dores sem fim
Mas amar é só o começo do dia!

Minha vida anda tão boa
E eu ando tão cheia de mim
Que posso deixar tudo assim
E achar que sou feliz à toa

Mas o mundo dá tantas voltas
E a menor brisa pode te trazer de volta
Ao mesmo começo
Ao mesmo fim

linha

Lina Vieira

.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Brisa

  1. algumasgarotas disse:

    Republicou isso em Algumas Garotas e Um Blog.

  2. Olá, sou músico e gostaria de poder utilizar esse poema como letra para uma música. Posso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: