Ser ou não ser

A gente vive reclamando do que cobram da gente. E o namorado? E o casamento? E os filhos? E o emprego? E o cabelo? E a saúde? Vai vestir isso? Vai aceitar aquilo? Tanta gente se metendo na sua vida, sem você perguntar p*rra nenhuma… Mas, e você? O que você cobra de você? O que você precisa ser para se sentir você? Quem você é?

Eu preciso ser uma mulher de 40 anos, com carinha de 30. Ok, 35, no máximo, porque 90% das minhas amizades e 100% dos meus romances têm menos, ou bem menos, que meus lindos 40.

Preciso ser mãe solteira, com carinha só de solteira. Ter 40 anos, ser mãe AND solteira, envelhece.

Preciso me sentir atraente, porque ser mãe, solteira AND ter 40 anos, mexe com meu ego.

Preciso sair com a minha filha e fazer com que a mochilinha rosa, o band-aid de bichinho ou o lacinho da Barbie façam parte do visual, sem parecer ridícula.

Queria taaaanto ser uma mulher que veste 40, agora aos 40. Mas, esse é um exemplo de que nem sempre a gente consegue tudo o que quer, mas consegue ser feliz com os quilos a mais que tem.

Preciso ser uma mulher que saiba falar sobre tudo. E ouvir de tudo. Só não gosto de ouvir a mesma coisa várias vezes, e pela mesma pessoa.

Todos os dias preciso beijar, agarrar, abraçar, morder, apertar e dizer “mamãe te ama muuuuito”. Essa parte é assim, tipo, que nem respirar.

Tudo na minha vida precisa ser definido. Tudo precisa de um lugar. Aqui ficam as calças, aqui os sapatos, aqui a bagunça. Você é meu amigo, você é meu ex e você é eterno enquanto dure. Tudo assim na estante.

Preciso de pessoas diferentes de mim. Não há nada mais irritante do que lidar com meus defeitos.

Não preciso falar o que penso… Só o que sinto. Mas, acho que isso está mudando. O silêncio tem várias palavras.

Preciso não ser o centro das atenções.

Preciso escrever. Preciso de inspiração. Aliás, onde está você, linda? Sinto sua falta.

Preciso falar com Deus antes de dormir.

Precisada estou de dinheiro, de férias num lugar maravilhoso e de alguns mimos.

Já pararam de me cobrar tantas coisas. As tias já desistiram de ir ao meu casamento, consequentemente minha filha não precisa de um irmãozinho e ando pegando mais leve comigo mesma.

Ser eu não é nada fácil. Mas, já foi pior. Bem pior.

linhaDanielle Means .

Anúncios
Etiquetado , ,

3 pensamentos sobre “Ser ou não ser

  1. Não há nada mais irritante do que lidar com meus defeitos.

  2. Ah, os defeitos. Ah, as expectativas. Ah, os desejos. Ah, as estatísticas. Mandar o presidente do clube dos perfeitos pra longe pode ser muito libertador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: