Sobre as expectativas dos outros

Você conhece alguém e logo começam a perguntar sobre o namoro, engata o namoro e já perguntam sobre data de casamento, casa e logo perguntam quando vem o primeiro filho, nasce o primeiro e já cobram o segundo. Eu não sei como é para os homens, mas nós mulheres somos cobradas constantemente, principalmente em relação a relacionamento amoroso e maternidade.

Eu, casada e mãe, não tenho absolutamente nada contra casamento e maternidade. Mas fico bastante incomodada com a ideia de que nascemos única e exclusivamente para ter alguém e procriar. Como se valêssemos menos se não estamos em uma relação amorosa ou não temos filhos. Quando uma mulher afirma que não deseja ter filhos, então, é logo tachada de fria, calculista e má pessoa.

Acredito que tantas cobranças sobre o que é ser mulher acabam, sim, por influenciar nossas escolhas e estabelecer padrões que, muitas vezes, não trazem felicidade. Escuto e leio inúmeros relatos de mulheres angustiadas por estarem sozinhas, reclamando que não encontram ninguém e seus relacionamentos não dão certo. Mas estar com alguém é garantia de felicidade e realização? Casar pode não ser bom para todo mundo, assim como ter filhos também não.

As inúmeras cobranças são se restringem somente a relação amorosa e filhos. Eu sei disso. Embora seja bastante chato seria até mais fácil lidar somente com essas questões. Criam expectativas – e inúmeros questionamentos – sobre todas as áreas da nossa vida. Uns se metem com mais veemência do que outros, mas dificilmente há alguém no mundo que não seja interrogado vez ou outra. Sobre família, estudo, emprego, filhos, casamento, amigos. Não importa. Os outros têm sempre um conselho incrível e uma opinião para dar.

Diante de tantas cobranças, você sabe exatamente o que deseja? Faz o que acredita ser o melhor para a sua vida? Casou por amor ou por achar que era hora? Vive de acordo com as suas expectativas ou as dos outros? São mais felizes aqueles que descobrem o que querem, que sabem onde desejam chegar, que lutam pelos seus objetivos e não vivem por perseguir aspirações alheias para serem exemplos.

Desejar casar e ter filhos é saudável. Casar e ter filhos porque os outros querem, por achar que já está na idade ou que não vai encontrar uma pessoa melhor já não é uma boa ideia. Além de nunca saciar as expectativas alheias, vai estar sempre em desacordo com as expectativas da pessoa mais importante do mundo: você mesmo.

Abra o coração para o amor, mas saiba que a sua felicidade não está em ninguém a não ser em si mesmo.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , , , , ,

Um pensamento sobre “Sobre as expectativas dos outros

  1. […] publicada no Amor Crônico em 11 de dezembro de […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: