Arquivo da categoria: Versos

Entre laços e nós

laco6

Entre tantos,

quanto nó virou laço,

quanto laço virou nó.

Quanto laço

não virou nós,

quanto nó

não virou nós!

Entre tanto laço e nó,

Embaraço e desembaraço!

Quanto nó que dói…

Entretanto, por enquanto, enquanto canto,

enquanto danço e enquanto vivo,

quero laço sem embaraço.

Enquanto choro de dó do nó,

quero desatar um nó pra virar nós!

Nós com laço de cetim dourado.

Por Patrícia Rodrigues

Anúncios
Etiquetado , , ,

Viva mais

idade-para-ser-feliz1

Realize mais. Idealize menos.

Sonhe mais. Planeje menos.

 Ouça mais. Fale menos.

Repare mais. Olhe menos.

Mexa-se mais. Pare menos.

Ame mais. Odeie menos.

 Tolere mais. Julgue menos.

Divirta-se mais. Preocupe-se menos.

Voe mais. Pés nos chão menos.

Pés descalços mais. Salto alto menos.

Ria mais. Chore menos.

Brinque mais. Zangue-se menos.

Comemore mais. Cobre-se menos.

Permita-se. Viva. Mais.

(Ame a vida!)

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , ,

Means

É Marina
É eu
É Marina e eu
É eu e Marina
É Rio
É Cazuza
É ler
É escrever
É a lápis
É ouvir
É falar
É sentir
É amar
É saudade boa
É saudade que dói
É o mesmo de sempre
É o diferente
É a chuva
É a lua
É medo do mar
Mas é a Marina
É eu
É Marina e eu
É mãe e filha
É eu e Marina.

linhaDanielle Means .

Etiquetado ,

Brisa

Máquina de escrever

Eu já decorei o seu gosto
E a memória da sua pele brilha em mim
Porque o sol da sua casa tem uma cor diferente

Mesmo quando estou longe
É o seu nome que segue meu caminho
Nos dias em que não estou só

Mesmo depois de tanto tempo
Essa recordação é meu guia
Sopro morno de desassossego

Você sempre acreditou em amor eterno
Em corações partidos e dores sem fim
Mas amar é só o começo do dia!

Minha vida anda tão boa
E eu ando tão cheia de mim
Que posso deixar tudo assim
E achar que sou feliz à toa

Mas o mundo dá tantas voltas
E a menor brisa pode te trazer de volta
Ao mesmo começo
Ao mesmo fim

linha

Lina Vieira

.

As time goes by

Sou alguém que ama de verdade.
Que sente de verdade.
Que sorri de verdade e chora de verdade.

Alguém que tem erros de verdade.
Alguns acertos de verdade.

Poucos amigos de verdade
e amores que acreditei de verdade.

Talvez seja por isso que me magoem de verdade.
Mentem de verdade e me esquecem de verdade.
Uma pena que não me amem de verdade.

Talvez eu seja de mentira.
Talvez eu não exista.
Talvez só eu acredite em mim e nas verdades que não existem.

Tudo que se olha no espelho nem sempre é verdade.

Nem toda carta de amor é verdade.

Nem todo presente é de coração.

Há sonhos que não existem…
Mesmo aqueles que acreditamos.

Talvez um dia eu consiga entender ou acreditar que algo tenha sido feliz.
Ou de verdade.
linhaDanielle Means

.

Etiquetado , ,
%d blogueiros gostam disto: