Arquivo da tag: alegria

A quem deseja amar

amor8

Eu não desejo que todo mundo tenha a quem amar, porque qualquer pessoa tem o direito de não desejar amar e ser amada. Mas àqueles que desejam alguém para chamar de seu, a alma gêmea, um amor para a vida toda, eu desejo que encontre um amor que faça verdadeiramente feliz.

A quem deseja amar eu desejo um amor que faça sentir um frio na barriga, borboletas no estômago e uma vontade imensa de ser um pouco melhor a cada dia.

A quem deseja amar eu desejo um amor que traga dias leves, alegres, cheios de sorrisos, cheiros gostosos e beijos intermináveis.

A quem deseja amar eu desejo um amor que faça lindas declarações, juras de amor, promessas de eternidade, planos compartilhados e muitos dias de sonhos enquanto estão acordados.

A quem deseja amar eu desejo um amor que faça a sua barriga doer de tanto rir, faça piadas inteligentes e seja capaz de tirar algumas de suas lágrimas. De emoção, não brigas.

A quem deseja amar eu desejo um amor que faça acreditar que a vida vale a pena, a humanidade tem uma solução e o futuro será bem melhor.

A quem deseja amar eu desejo um amor que saiba respeitar, até quando estiver com raiva e quiser brigar.

A quem deseja amar eu desejo um amor que saiba compartilhar e caminhar junto na mesma direção.

A quem deseja amar eu desejo um amor que não aprisione, respeite as diferenças, saiba amar e ser amado.

A quem deseja amar eu desejo um amor que traga poesia, arte e beleza para a vida.

A quem deseja amar eu desejo um amor que caiba nos seus sonhos e traga toda a felicidade almejada.

Se não for para fazer feliz não é amor.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , ,

Cerimônia de casamento não é coisa de mulher

casal6

Sempre julguei que cerimônia de casamento nada mais é do que uma peça teatral, com direito a figurino, ensaio e texto decorado onde cada um dos presentes está representando um papel, dando satisfação à sociedade. E, mesmo achando tudo lindo, sempre fui crítica em relação a esse ritual.

Por que dizer “eu vou declaro marido e mulher” e não casados? Só nos tornamos mulheres depois de casadas, mas os homens já são homens antes de casar? Se isso está relacionado a virgindade, pode ter feito sentido no passado, hoje não mais. Ou todas as noivas que vocês conheceram casaram virgens?

A hora em que a noiva joga o buquê também é problemática para mim. Todas as mulheres solteiras reunidas, disputando um buquê, porque segundo a lenda quem consegue pegá-lo é a próxima a casar. Enquanto isso os homens ficam lá sentados, rindo da nossa cara e quando a namorada pega o buquê os outros ainda se manifestam para importunar o casal.

Essa ideia vendida pela sociedade de que só as mulheres desejam casar e de que os homens casam obrigados nunca me agradou. E não precisa ter olhos muito atentos para verificar que muitas cerimônias de casamento transmitem essa mensagem. Nos mínimos detalhes. Desde o topo do bolo com a noiva carregando o noivo amarrado, às damas de honra e pajens com plaquinhas “não fuja, a noiva está linda”. Se para muitos isso é apenas uma piada, sinto muito, sou chata e levo tudo muito a sério.

Adoro festas de casamento e tive a oportunidade de ser madrinha algumas vezes. Para minha felicidade nenhum dos meus afilhados tinham topo de bolo com a noiva puxando o cara pela gravata, por uma corda ou com plaquinha “game over”. E também não tinha plaquinhas pedindo para o noivo não desistir. Aliás, todos os noivos das quais fui madrinha se emocionaram bastante e estavam verdadeiramente felizes por oficializar uma relação que já durava alguns anos.

Então, por favor, parem de tratar a cerimônia de casamento como se fosse um troféu para a mulher. Como se a ideia, a vontade de casar e a festa só fizessem sentido para o sexo feminino. Como se o ritual, a celebração, a alegria de uma festa fosse um capricho de mulher. Como se os homens, coitadinhos, estivessem ali por obrigação.

O mundo mudou. Foi-se o tempo em que os pais “casavam as filhas” e as mulheres passavam a ser propriedade do marido. Por que não reproduzir os novos tempos nas festas também? Sabemos que as religiões seguem tradições antigas que devem ser respeitadas pelo casal que opta por uma cerimônia religiosa. Mas a festa não precisa reproduzir comportamentos antiquados e reforçar a ideia de que as mulheres vivem somente para casar.

Pessoas precisam de ritos de passagem. E a festa de casamento é isso. Uma oportunidade de celebrar ao lado das pessoas amadas, registrar o momento, ter uma data para comemorar aniversário de casamento e ter mais uma história para contar no futuro. E isso deve ser um momento feliz para os dois.

Hoje podemos escolher nosso parceiro. Podemos escolher se casamos ou não. Podemos casar sem a obrigatoriedade de fazer festa. Adotar ou não o sobrenome do cônjuge. E temos sempre a opção de descasar se não formos felizes. Por isso mesmo não faz o menor sentido tratar os homens como se estivessem indo para forca e as mulheres como se finalmente tivessem encontrado alguém para tomar conta delas.

Cerimônia de casamento não é coisa de mulher. É coisa de gente apaixonada, que se ama e resolve comemorar isso. Mesmo sabendo que uma festa ou um documento não vai mudar o sentimento de um pelo outro.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: