Arquivo da tag: amor e sexo

Seu melhor amigo é o seu amor?

É de se esperar que ninguém se comprometa amorosamente com um inimigo. Embora muitas pessoas, principalmente mulheres, se envolvam em relacionamentos abusivos e sofram violência de seus parceiros, isso não deve ser visto como algo tolerável e saudável. Casais devem se respeitar, confiar e viver de maneira harmoniosa.

Conheço pessoas que se casaram com seus amigos. De infância. Adolescência. Juventude. Faculdade. Trabalho. Não importa. Em um determinado momento a amizade virou amor. Como? Sexo. As pessoas gostam de complicar, mas é bastante simples e Rita Lee já explicou em uma música: “amor sem sexo é amizade”. Ninguém deseja um amigo. E é isso que o torna amigo e nada mais.

Portanto, toda vez que alguém afirma que seu companheiro é seu melhor amigo eu acho esquisito. O casal precisa, necessariamente, ter o que conversar, gostar da companhia um do outro, fazer planos. Dependendo da fase do casal, a chegada de um bebê, por exemplo, o sexo vai ficar em segundo plano. E tudo bem. Mas quando o sexo fica em segundo plano para sempre, ou sai de cena, algo vai mal.

Seu marido não tem que ser seu melhor amigo. Ele não tem que ser alguém que você acha incrível, inteligente, admira, pede opinião, faz planos. Tem que ser alguém que, além disso tudo, você deseja. Sexualmente falando. Essa é graça da coisa. Essa é a dificuldade da coisa. Dentre milhares de afazeres diários, a rotina, os compromissos, as responsabilidades, muitas pessoas deixam o sexo para depois e se distanciam do parceiro.

Deixam de ter um companheiro, um parceiro, um namorado, um marido e ganham um amigo. Às vezes é pior: ganham um filho. E isso faz mal à relação. Quando não há desejo nem adianta comprar lingerie nova, fazer escova no cabelo, mudar o perfume, ler as dez dicas para uma noite de sexo incrível das tantas revistas femininas.

Amor é uma coisa. Amizade é outra. E se você quer tudo de todo tipo de relação periga ficar sem nenhuma satisfatória. Você me entende? Um longo relacionamento não vai ter doses diárias de romantismo, presentes, café na cama, viagens repentinas e sexo selvagem. Mas precisa ter toque. Beijo. Carinho. E sexo.

linhaassinatura_GISELI

 

Anúncios
Etiquetado , , , , ,

Amor e sexo

Uma relação afetiva não se constrói apenas pelo sexo, aliás casais que vivem longos relacionamentos sabem bem que é preciso muito mais do que sintonia na cama para ter harmonia fora dela. Mas, convenhamos, o sexo é um laço poderosíssimo. Amor sem sexo, como já cantou Rita Lee em uma letra de música, é amizade.

Provavelmente as pessoas não se unem a seus inimigos. Ou não deveriam. Casais também são amigos. São companheiros, confidentes, parceiros. Pessoas se unem aqueles que confiam, têm interesses em comum, traçam planos, compartilham momentos agradáveis – e outros nem tão bons assim. Mas acreditam que juntos são melhores e mais fortes.

Casais são amigos. Mas são mais do que isso. E muito dessa conexão está ligada ao desejo que sentem um pelo outro, porque quanto melhor as coisas estão neste aspecto, mais seguro e feliz o casal fica. Dentro e fora da relação. O sexo conecta uma pessoa à outra, é um elo, um vínculo, um momento íntimo necessário àqueles que se amam e estão juntos.

O desejo do casal pode diminuir ao longo do tempo por diversos fatores – inclusive por problemas de saúde que devem ser investigados e tratados. Mas na maioria das vezes o sexo perde espaço quando a relação não vai bem, porque se as coisas estão mal fora da cama não adianta acreditar que tudo será resolvido por meio do sexo.

Numa relação amorosa o sexo é todo um conjunto. Dá mais tesão quando a relação vai bem, quando há harmonia, quando há admiração, quando há respeito, quando há colaboração, quando há parceria, quando há união. Não é só coisa de pele, entende? É também.

Quem está junto todos os dias e compartilha a vida, reconhece a importância do sexo para a intimidade do casal. Sabe que, independente do tempo de relacionamento, é preciso valorizar os momentos a dois. Conhece a energia que pode emanar de um beijo de despedida e o efeito poderoso de dizer que está com saudades.

É possível desejar a mesma pessoa durante muitos anos. Mas a construção da intimidade e a manutenção do desejo depende da disposição de ambos, da certeza de que a sexualidade é importante para o relacionamento e que desejar o companheiro faz bem ao coração – e à relação.

O melhor sexo é aquele feito com amor.

linhaassinatura_GISELI

 

Etiquetado , , , , , , , , , ,
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: