Arquivo da tag: expectativa amorosa

É autocuidado ou medo de amar?

“Eu não quero me envolver”, “melhor pegar sem se apegar”, “não vou criar expectativas”, “as coisas estão indo bem, mas não quero nada sério”. Essas e muitas outras são frases que ouvimos constantemente. Quando se trata de amor, a prudência é sempre válida. Mas até que ponto é autocuidado ou medo de amar?

Às vezes, o que parece autocuidado e proteção nada mais é do que uma barreira que impede de amar, se envolver e permitir a construção de um novo relacionamento amoroso. Experiências passadas, como rejeição, abandono e traição criam feridas e a necessidade de se proteger de novas desilusões.

Muitos medos podem se disfarçar de precaução, criar mecanismos para evitar uma relação e fazer com que a pessoa se feche, impedindo que o bom se aproxime e um relacionamento saudável seja construído. Evitar se relacionar é, também, deixar de viver.

À medida que amadurecemos e temos experiências não é prudente se envolver de cabeça, se jogar sem saber onde está se metendo, não se preocupar com o futuro, não pesquisar o outro, agir por impulso. Entender os seus desejos e respeitar seus limites, assim como os da outra pessoa, é importante para avaliar o envolvimento e construir uma boa relação.

Mas criar estratégias para não se apegar, fazer joguinhos para desmarcar encontros que você deseja, dar gelo, não atender ligações, tratar mal a pessoa com medo de criar vínculo quando a pessoa demonstrou ser alguém especial, é medo de amar. E medo não é autocuidado nem proteção.

Todas as pessoas que amaram já sofreram alguma vez. Já se desiludiram, já se decepcionaram, já se magoaram, já foram traídas, já foram abandonadas, já foram enganadas. É perfeitamente compreensível que tenham medo de se entregar novamente, que tenham mais cuidado, que pensem melhor antes de se envolver.

Eu estou aqui para dizer que uma relação é diferente da outra. Que uma pessoa é diferente da outra. Que ter sofrido um dia não significa que vai sofrer sempre. E que todos nós merecemos amar e ser amados. Portanto, tenha cuidado, mas não crie barreiras. Só recebe amor quem tem coragem de amar.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , , , , , ,

Ele não quer nada com você

beijasapo2

Muitas pessoas desejam tanto um relacionamento que qualquer manifestação do outro é interpretada como se houvesse um grande interesse. Conhecem alguém, ficam algumas vezes, trocam mensagens e logo já consideram que encontraram a sua alma gêmea, apesar de todas as evidências que mostram justamente o contrário.

Relacionamento não é uma equação matemática, onde alguém que demonstra interesse realmente está interessado. Onde todas as demonstrações de afeto correspondem ao que outro está interpretando. Para piorar, estamos tão acostumados com a ideia de que amar é sofrer que aceitar qualquer coisa e se contentar com migalhas são uma constante na vida de muitas pessoas.

De antemão vou logo avisando que não vejo problema nenhum em pessoas que não desejam se comprometer. A vida é feita de escolhas, cada um tem um jeito e cada um de nós deve respeitar suas vontades, seus desejos e tentar fazer o que te faz feliz. Mas tenho problemas com pessoas que ludibriam as outras, alimentam esperanças, fingem que estão a fim só para deixar o outro na estante, à disposição.

Portanto, se conheceu alguém interessante, sente cada vez mais vontade de estar com ela, conversar, saber sobre sua vida e compartilhar seus sentimentos, não permita que a ansiedade e a carência faça você enxergar amor onde não tem. Se o sentimento for recíproco ela vai corresponder aos seus anseios, ligar, atender ligações, responder suas mensagens e se fazer presente.

Por outro lado, se a pessoa promete, mas não cumpre; diz que vai ligar e não liga; marca e desmarca; some sem dar satisfação; é encantador num momento e frio e distante em outro: ligue o sinal de alerta. Pode ser uma cilada. Por razões diversas, que não tem como adivinhar, talvez a pessoa não esteja tão interessada em você. Ou não do mesmo jeito que você está.

Não tenha medo de conversar sobre suas expectativas e deixar claro o tipo de relacionamento que deseja. Desta maneira você estará sendo coerente com os seus sentimentos e poderá se decidir se vale passar o tempo com alguém que não quer um compromisso ou se abre a oportunidade de conhecer outras pessoas que podem vir a oferecer o que você deseja.

É natural que as pessoas queiram viver um grande amor. Mas enquanto fica com alguém que demonstra não estar na mesma sintonia, age com incoerência, diz que não é o momento certo, que  não sabe o que quer ou precisa resolver a vida com outra pessoa, você está perdendo a oportunidade de encontrar alguém que caiba nos seus sonhos e compartilhe verdadeiramente da sua realidade.

Se a pessoa com que você está não te quer como você merece, tem quem queira.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: