Arquivo da tag: Felicidade

Todo dia é dia dos namorados

Quando nos conhecemos eu seria capaz de jurar que o nosso relacionamento não seria nada além de um passatempo e alguns encontros casuais. Tenho certeza que você teria jurado o mesmo. Tudo que eu menos queria era me envolver com alguém naquele momento. E você também. Não levávamos muita fé na gente e ficamos ali, sem criar expectativas sobre um futuro a dois.

Como não temos controle sobre as coisas do coração, estamos juntos. Contrariando a expectativa de amigos, familiares e, principalmente, de nós mesmos. E hoje é o nosso oitavo dia dos namorados. Lembro-me do primeiro, em Santa Catarina. Naquele dia ainda não tínhamos assumido um namoro, não houve troca de presentes e não podemos dizer que foi um jantar romântico. Mas a viagem foi divertida e o jantar também, você lembra?

Aliás, naquele dia não poderíamos imaginar muitas outras coisas que estariam por vir. Quem de nós iria prever que aquela seria a primeira viagem de muitas? Que faríamos listas dos lugares que queremos visitar? Que iríamos viver sob o mesmo teto e teríamos uma casa decorada com vários objetos comprados em viagens? Nenhum de nós. Aquela viagem foi um prenúncio que não tivemos maturidade de compreender.

Já tivemos a oportunidade de comemorar o Valentine´s Day em Londres, lembra? Comemoramos por acaso, é verdade. Percebemos que tinha corações espalhados pela cidade, o restaurante estava todo decorado e tinha um cardápio especial. Foi uma noite alegre, divertida, teve boa comida e o melhor presente que poderíamos dar um ao outro: a felicidade de conhecer mais uma cidade do mundo em boa companhia.

Alguns dizem que o Dia dos Namorados é uma data meramente comercial, que não serve de nada, que é desnecessário, que é puro capitalismo. Eu respeito a opinião de cada um e a decisão de cada pessoa comemorar a seu modo. Ou não comemorar. Cada casal, sem dúvida alguma, tem suas próprias regras, seus rituais, seus acordos e suas próprias comemorações. Só que hoje em dia eu vejo graça e beleza na possibilidade de comemorar qualquer dia com você. E o Dia dos Namorados ganhou um significado para mim.

A data é importante para as pessoas que elas devem ser gentis, dar presentes, elogiar, agradar e surpreender quem se ama. E quem não tem oportunidade de fazer isso com frequência pode fazer nesse dia. Essas mesmas pessoas podem perceber que, ainda que exista uma data específica, podem fazer de vários outros dias do ano um dia especial, feliz e dos namorados.

Podem comemorar o Dia dos namorados aqueles que ainda não sabem se estão namorando ou não, como não soubemos um dia. Aqueles que já sabem que estão namorando. Os que estão noivos. Os que são casados. Porque cada 12 de junho é diferente um do outro e ganha um significado quando estamos com quem é importante para nós.

Existe dia dos namorados em todos os meses e em qualquer dia da semana. Quer exemplos? Quando você faz um jantar à luz de velas para me receber cansada, depois de uma aula estressante. Quando se arrisca a fazer um prato novo, pois sabe que eu adoro. Quando compramos algo que o outro gosta. Quando fazemos um elogio inesperado. Quando nos divertimos. Quando escrevemos um para o outro. Quando decidimos mais um destino de viagem. Quando eu resolvo assistir um filme que não gosto e fico lutando contra o sono.

Namorar é fazer pacto com a felicidade, independente do estado civil. E sabemos: a felicidade está nas pequenas coisas, o amor só floresce quando plantamos e o melhor lugar do mundo é ao lado de quem amamos, em qualquer dia do ano.

Feliz Dia dos Namorados!

Crônica publicada em 12 de junho de 2016.

linhaassinatura_GISELI

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , ,

Cuidado com o que você deseja

audray

Era uma vez um casal que desejava muito ter filhos e não conseguia. Fez vários tratamentos, tentou de todas as formas e, não conseguindo, resolveu adotar uma criança. Hoje só fazem discutir por causa do filho e reclamar que a criança é uma peste.

Era uma vez uma mulher que desejava ser promovida a gestora. Estudou, se dedicou ao trabalho e conseguiu. Pouco tempo depois de ter comemorado a promoção estava se questionando se o cargo de liderança era para ela, se era mesmo competente para isso e se estava mais realizada agora.

Era uma vez uma mulher que sonhava em casar. Encontrou o amor da sua vida, fez uma linda festa e viajou para Europa na lua de mel. E foram felizes para sempre. Mentira. Ela está entediada, frustrada que o marido não colabora com as atividades domésticas, brigam constantemente e não quer nem comemorar o aniversário de casamento.

Era uma vez uma mulher que queria ser engenheira. Estudou muito, passou no vestibular, concluiu o curso com louvor e agora está sofrendo com a falta de oportunidades na sua área, os baixos salários e as condições oferecidas para trabalhar. E se culpa por não ter feito outro curso.

São quatro histórias cotidianas. Mas poderia ser muito mais. Você mesmo já deve ter feito muita questão de alguma coisa e, ao conquistar, conheceu a frustração de ter o que queria. Ou conhece alguém que depois de uma conquista está se lamentando justamente pelo que acreditava ser o que faltava para a sua completa felicidade.

Em relação aos exemplos apresentados, a culpa não está na criança adotada, na promoção dada, no casamento ou na conclusão de um curso. Nem nos protagonistas terem desejado ser pais, chefe, esposa ou ter uma graduação. Está na nossa capacidade de imaginar que conquistas são objetos inanimados e acabados quando são apenas o começo de uma nova caminhada.

Todas as conquistas trazem consequências, responsabilidades e situações que não havíamos imaginado antes de ter conseguido realizar nossos sonhos. A vida não é uma sequência de cenas perfeitas, com realizações seguidas de momentos de paz, serenidade e felicidade plena.

Tudo que desejamos pode se tornar, de uma hora para outra, em algo desesperador. Ou se mostrar muito diferente do que idealizamos. Nesse momento muitos se tornam amargos: se arrependem e reclamam dos filhos que tiveram, do casamento conquistado, da promoção tão sonhada, da graduação escolhida. Outros se abrem a novos aprendizados, repensam sua existência, abrem a mente e compreendem que o fascínio da vida está justamente naquilo que não foi idealizado. E seguem felizes.

Tenha em mente que o que você deseja é sempre muito mais e maior do que o seu desejo. E neste momento, ainda que não seja exatamente como você idealizou, pode vir a ser muito melhor. Basta você aceitar o desafio, repensar e aprender com as oportunidades que a vida dá.

É sempre muito melhor conquistar o que queria do que ficar a vida toda imaginando como seria.

“Cuidado com o que você deseja, pois você vai obter.”

Goethe

Crônica publica em 11 de janeiro de 2017 no blog pessoal da autora.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , ,

Um amor leve

leveza

A maior parte das pessoas, para não dizer todas, tem uma história de desilusão amorosa para contar. De relacionamento conturbado, não correspondido, mentiras, traições. Relacionamento é coisa difícil de dar certo. E, até que dê, vamos colecionando mágoas, marcas, traumas e histórias.

Qualquer que seja a história de amor malsucedida, ela não pode nos impedir de olhar para frente e acreditar que o amor é uma coisa boa. Muitos ficam com medo de amar de novo e evitam se relacionar para não sofrer, não chorar, não se desiludir. Ainda que compreensível, evitar se relacionar por medo de se decepcionar é deixar de viver.

Viver é experimentar vários sentimentos e sensações. Ter momentos felizes e infelizes. Lidar com ciúmes, inseguranças, medos, desconfianças, começos e fins. Ninguém é feliz o tempo todo. Mas há os que escolhem olhar a vida com leveza enquanto outros preferem carregar o peso de uma vida amarga.

No amor também é assim: existem aqueles que acreditam que amar é sofrer e nunca terão um relacionamento feliz, e outros que acreditam que o amor é bom e fazem de tudo que está ao seu alcance para fazer com que seu relacionamento dê certo. E, neste caso, as frustrações podem servir de aprendizado. 

Amores devem fazer bem. Pessoas podem ser felizes juntas. Um relacionamento pode trazer enriquecimento pessoal. Mas o amor não chega para quem tem medo, para quem não acredita e vive desconfiando que coisas boas nunca irão lhe acontecer.

Amor é bom quando é leve. Quando só a companhia basta. Quando trocas de olhares são capazes de comunicações incríveis. Quando o casal aprende junto. Quando há respeito. Quando a simples presença faz feliz. Quando há mais risos do que lágrimas. Quando um cuida do outro. Quando as pessoas cuidam de si mesmas para não sobrecarregar o outro.

O amor não tem que ser um fardo, um peso, um status de relacionamento. Não exige esforço para vivê-lo. Simplesmente faz parte da vida e da rotina. Torna as coisas mais fáceis. Mas, sinto dizer: um amor leve não chega para pessoas pesadas. E nem para aquelas que estão com medo de viver. 

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , , , , ,

Como reconhecer um amigo

amigos

Dizem que reconhecemos os verdadeiros amigos quando passamos por dificuldades. Realmente esperamos que eles estejam conosco durante as situações adversas pelas quais passamos na vida. Prestando apoio, incentivando e, principalmente, ouvindo nossas lamúrias. Pode ser uma briga com o amado, o fim de um relacionamento, uma dificuldade financeira, um problema familiar, uma doença, desemprego ou qualquer outra situação. 

Na minha cabeça amigos são aqueles que nos aceitam como somos e estão do nosso lado tanto nos momentos tristes quanto nos alegres. E também nos inesperados. Convidam para um chopp só para colocar as novidades em dia, marcam um cinema, preparam uma comida que você gosta, convidam para ser madrinha do casamento, dizem se terminaram ou começaram um novo relacionamento.

Ao longo da vida, no entanto, tenho percebido que amigos, amigos mesmo não são aqueles que estão enxugando nossas lágrimas, embora eventualmente façam isso também. Mas os que se entusiasmam, de todo coração, com as nossas conquistas. Isso porque geralmente as pessoas querem te ver bem, mas nunca melhor do que elas. Portanto, valorize as pessoas que ficam felizes com o seu sucesso.

O lançamento de um livro, uma promoção no trabalho, um aumento de salário, uma viagem incrível, o começo de um curso, a mudança de emprego, a compra de um imóvel, a troca do carro, um novo empreendimento. Não importa. Aquele que parabeniza, aplaude, encontra um tempo para estar presente e quer brindar as novas conquistas é amigo de verdade.

Amigos não duvidam da nossa capacidade e ficam felizes com a nossa felicidade. Não ficam curiosos para saber quanto custou, quem ajudou, se foi você mesmo que fez nem fazem comentários depreciativos e indelicados. Também não ficam dizendo o quanto são melhores, fazem mais bem feito e mereciam ter tido a mesma “sorte”.

Cuidado com quem está presente apenas nos momentos de tristeza. Convidar para beber, jogar conversa fora, contar meia dúzia de piadas ou dar uma volta por aí qualquer um pode fazer. Não precisa ser amigo, melhor amigo, amigo do peito. E pode ser muito divertido também. Mas não vale confundir camaradagem com amizade. 

Os amigos que valem a pena guardar do lado esquerdo do peito estão lá quando você vence. Quando você acerta. Quando você consegue. Quando você conclui uma etapa. Quando você está feliz. Porque quando a gente ama a felicidade do outro é a nossa também. E amizade é amor.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , , , ,

A quem deseja amar

amor8

Eu não desejo que todo mundo tenha a quem amar, porque qualquer pessoa tem o direito de não desejar amar e ser amada. Mas àqueles que desejam alguém para chamar de seu, a alma gêmea, um amor para a vida toda, eu desejo que encontre um amor que faça verdadeiramente feliz.

A quem deseja amar eu desejo um amor que faça sentir um frio na barriga, borboletas no estômago e uma vontade imensa de ser um pouco melhor a cada dia.

A quem deseja amar eu desejo um amor que traga dias leves, alegres, cheios de sorrisos, cheiros gostosos e beijos intermináveis.

A quem deseja amar eu desejo um amor que faça lindas declarações, juras de amor, promessas de eternidade, planos compartilhados e muitos dias de sonhos enquanto estão acordados.

A quem deseja amar eu desejo um amor que faça a sua barriga doer de tanto rir, faça piadas inteligentes e seja capaz de tirar algumas de suas lágrimas. De emoção, não brigas.

A quem deseja amar eu desejo um amor que faça acreditar que a vida vale a pena, a humanidade tem uma solução e o futuro será bem melhor.

A quem deseja amar eu desejo um amor que saiba respeitar, até quando estiver com raiva e quiser brigar.

A quem deseja amar eu desejo um amor que saiba compartilhar e caminhar junto na mesma direção.

A quem deseja amar eu desejo um amor que não aprisione, respeite as diferenças, saiba amar e ser amado.

A quem deseja amar eu desejo um amor que traga poesia, arte e beleza para a vida.

A quem deseja amar eu desejo um amor que caiba nos seus sonhos e traga toda a felicidade almejada.

Se não for para fazer feliz não é amor.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: