Arquivo da tag: poesia

Entre laços e nós

laco6

Entre tantos,

quanto nó virou laço,

quanto laço virou nó.

Quanto laço

não virou nós,

quanto nó

não virou nós!

Entre tanto laço e nó,

Embaraço e desembaraço!

Quanto nó que dói…

Entretanto, por enquanto, enquanto canto,

enquanto danço e enquanto vivo,

quero laço sem embaraço.

Enquanto choro de dó do nó,

quero desatar um nó pra virar nós!

Nós com laço de cetim dourado.

Por Patrícia Rodrigues

Etiquetado , , ,
%d blogueiros gostam disto: