Arquivo da tag: Recomeçar

Começar de novo

comecar1

Em um relacionamento longo, duradouro e sólido estamos constantemente recomeçando. As pessoas adquirem novos hábitos, fazem outros planos, mudam de interesses e, para que a relação continue satisfatória é necessário reavaliar alguns comportamentos, rever acordos e alterar o curso de algumas coisas que antes estavam decididas.

Alguns casais também decidem recomeçar depois tropeços, traições, frustrações, divergências. Olham com honestidade para os seus sentimentos, acreditam que isso é maior que qualquer outra coisa e arriscam tentar novamente. Em outras bases. Novos acordos.

Por inúmeras razões, no entanto, muitas relações chegam ao fim. As pessoas se dão conta de que serão mais felizes longe uma da outra, que agora há mais tristeza do que alegria, que o relacionamento não acrescenta em nada ou que o amor acabou e resolvem romper o compromisso que fizeram.

Seja com a mesma pessoa ou com outra, começar de novo faz parte da vida. O que não significa que seja fácil, porque tudo que vivemos não se apaga. Não é possível passar uma borracha na história, esquecer tudo e começar uma página em branco.

Felizmente a vida nos permite tirar lições do passado, aprender com os erros e construir um novo rumo para a história. O amadurecimento faz com que sejamos menos ingênuos, conheçamos melhor a nós mesmos e sejamos mais sinceros em relação ao que esperamos de nós e dos outros.

Depois de alguns relacionamentos sabemos o que desejamos. Estamos conscientes do que estamos dispostos a aceitar e o que é capaz de nos ferir profundamente. E isso é muito valioso. É um aprendizado riquíssimo que faz com que sejamos quem somos e nos ajuda a recomeçar de forma diferente.

Para construir um novo relacionamento é importante reconhecer que o que aconteceu no passado ficou para trás. Se houve mentira, traição, humilhação, brigas, inveja, disputa, não significa que todas as pessoas do mundo agirão da mesma maneira. Até porque, felizmente, as pessoas são diferentes umas das outras.

Quando o amor chega é preciso arriscar. Seguir adiante mesmo com medo. Acreditar que dessa vez vai ser diferente. Se permitir ser feliz novamente. Não dá para sofrer pelo que poderia ter sido. Não é possível saber se vai dar certo se não houver coragem para recomeçar.

O amor justifica o desejo das pessoas permanecerem juntas. E precisamos acreditar nele para recomeçar. Com outra pessoa ou a mesma.

“Ah! Coração
Se apronta pra recomeçar
Ah! Coração
Esquece esse medo de amar de novo”

Começo, meio e fim, música do Roupa Nova

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , , ,

Tudo novo

Toda virada de ano nos pegamos fazendo planos que se perdem facilmente antes do carnaval – que, segundo a lenda, é quando o ano realmente inicia. Parece até dieta: segunda-feira eu começo! Segunda eu paro de fumar. Segunda eu entro na academia. Segunda eu paro de beber. Segunda eu mudo de emprego. Segunda eu arrumo um namorado. Segunda eu me separo daquele pilantra. Segunda!

E, de promessa em promessa, você está aí, com a bunda gorda sentada na mesma cadeira, cercada de pessoas que você preferia que explodissem como fogos de réveillon, esperando. Esperando o quê? Milagre? Eu até acredito em milagres, mas aqueles que você faz por merecer.

Às vezes, ficamos arrumando desculpas pra não fazer o que realmente queremos. Mas arrumar soluções produz o mesmo esforço mental, eu garanto. E, quando traçar sua meta, não se assuste com a distância: apenas dê o primeiro passo. Como dizia Chico Science, ele é o suficiente para que você já não esteja no mesmo lugar. O resto é consequência. Mas ninguém pode dar esse passo por você. Confie. Em VOCÊ. Porque você PODE. Cultivar o amor-próprio é a forma mais simples de conquistar a felicidade.

Hoje, não vou desejar a você aquele clichê de boas festas: saúde, paz, prosperidade, harmonia… Com certeza muitos entes queridos já fizeram esses votos! Amigo do Amor Crônico, desejo a você CORAGEM. Com ela, você pode alcançar o que quiser.

Lembre-se: o ano não vai ser realmente novo se você continuar igual.

Peixe

Que venha 2014!

linha

Lina Vieira

.

Etiquetado , , , , ,

I wish everyday could be like Christmas…

Ah, como adoro dezembro. É o mês da esperança, das férias, da família, do amor. É o mês que traz de volta a sensação de poder recomeçar, corrigindo nossos erros e aguardando novas oportunidades. É o mês que, de repente, somos preenchidos pela necessidade de ser solidários, de perdoar, ou quem sabe, SE perdoar.

A pergunta enigmática é: por que somos arrebatados por toda essa bondade, sensibilidade, apenas nessa época tão comercial do ano? Como uma boa consumista, sou facilmente convencida de que todas as pessoas que amo merecem um presente especial, principalmente eu. A gente gasta rios de dinheiro, inclusive o que não tem, para se sentir mais feliz e em harmonia com o mundo. Um plano friamente calculado.

Mas, cá entre nós, na boa: ainda bem. Ainda bem que existe, pelo menos, uma época do ano que traz nossa crise existencial à tona. O mundo vai continuar o mesmo com ou sem o Natal/Ano Novo, mas não nos permitimos terminar o ano com uma tarefa inacabada. Como terminar o ano sem encontrar aqueles amigos queridos? Ora, tivemos o ano inteiro, por que a pressa agora? Para mim, sinceramente, não importa o porquê. Eu só consigo dar graças a Deus  que existe o compromisso inadiável de estar perto de quem a gente ama.

Todavia, fechamos mais um ciclo e abrimos outro. O ano foi ruim? Abrace seus amigos, seus filhos, sua família. Vambora renovar as forças para tirar as pedras do caminho, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Não foi isso que nos ensinaram? E se o ano foi bom, sim, abrace seus amigos, seus filhos, sua família. Vambora ser mais feliz! E, em todos os casos, anote o número do meu telefone, porque ser feliz e andar para frente é tudo que desejo em qualquer época do ano.

Ai, como estou Polyana. Aproveitem, porque é só em dezembro.

A tradição nos ensina que Cristo veio ao mundo para nos mostrar como amar ao próximo. Porque, a gente sabe que não é nada fácil, principalmente quando se trata de muitos próximos. Em minha defesa, apesar de não amar tantos próximos, os que amo têm de mim tudo que meu coração pode lhes dar. Ou quase isso.

Que dezembro nos contagie o ano inteiro. Que o amor seja sempre o motivo e renove nossas esperanças.

Um feliz Natal para você, para toda sua família, e todo amor que houver nessa vida para nós.

 

linhaDanielle Means

.

Etiquetado , , , ,
%d blogueiros gostam disto: