Arquivo da tag: relacionmaento

O amor é uma escolha

 escolha1

Que a vida é feita de escolhas e precisamos lidar com as consequências já ouvimos milhares de vezes. Por que, então, muitos de nós acreditamos que o amor é mágico e que saberemos que iremos nos apaixonar por uma pessoa ao olhar para ela? Que o mundo avisa, o corpo dá sinais e não há necessidade de fazer coisa alguma para que amor apareça? Que o amor surge instantaneamente, como um passe de mágica?

Milhares de pessoas passam por nós ao longo da vida. E algumas delas permanecem. Aquelas com as quais mantemos contato, nos fazemos presentes, expomos nossos sentimentos e permitimos que participem da nossa intimidade. Amigos, familiares e amores.

Por que construímos vínculos com algumas pessoas e outras não? Por que elas são melhores que as outras? Mais bonitas? Mais inteligentes? Mais sexy? Mais gostosas? Pode ser que você tenha dito sim para algumas destas perguntas, mas a verdade é que você não saberia se não tivesse permitido conhecê-la.

Um relacionamento nasce de uma oportunidade que você deu, de uma escolha que você fez. Trocar número de telefone, atender e fazer uma ligação, trocar mensagens, fazer um convite para sair. Diz um famoso ditado popular que “quando um não quer dois não brigam” e isso vale para os relacionamentos amorosos também. Permitimos que as pessoas entrem na nossa vida e depois escolhemos que permaneçam nela.

Quando estamos sozinhos, estamos porque desejamos. Ou alguém desejou. Quando estamos vivendo um relacionamento estamos porque desejamos. E alguém desejou também.  O amor é uma escolha recíproca e, talvez por isso, seja tão difícil mantê-lo. Uma vez escolhendo e sendo escolhido precisamos reafirmar nossa escolha diariamente.

Depois da difícil arte de encontrar alguém com quem valha a pena compartilhar a vida e, mais do que isso, ter despertado o mesmo desejo nela, é que a história começa. O “felizes para sempre”, “até que a morte os separe” ou mesmo mesmo que seja “infinito enquanto dure” é uma questão de escolha e precisa ser construído todos os dias. Pelos dois.

O amor não é sorte, não é prêmio, não é mágica. É escolha. E todos nós temos o direito de escolher ser sozinho. Por já ter tido muitas desilusões, por acreditar que até o momento não há quem valha a pena, por prezar a própria liberdade, por acreditar que é possível, sim, ser feliz sozinho, por não saber lidar com um relacionamento a dois.

Uma vez, no entanto, que você escolhe estar com alguém, o que também é um direito, e foi escolhido por esse alguém também, preocupe-se em cuidar do outro e escolha estar ao seu lado verdadeiramente. O amor, por si só, não se basta. Ele precisa ser fortalecido todos os dias. E cada casal, a seu modo, encontra uma maneira de fazer isso. Desde que julgue que o relacionamento é importante, merece respeito e ocupa um papel fundamental na sua vida.

Faça a sua escolha. E lembre-se que para continuar sendo escolhido pelo outro você precisa fazer por merecer, porque ninguém mantém um relacionamento sozinho. Mesmo que queira.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: