Arquivo da tag: ser feliz

Permita-se estar triste

Vivemos em um mundo em que a maioria das pessoas parece desconhecer a tristeza, onde só há sorrisos, boas festas, filmes incríveis, trabalhos magníficos, viagens, mesa de bar com os amigos. Aparentemente só há alegrias e felicidade. E, se por alguma razão, você está triste o problema é seu.

Compre um livro, procure um coaching, siga as digas de um youtuber, olhe o Instagram incrível de alguém mais incrível ainda. Seja rico. Seja famoso. Seja feliz. Seja magro. Seja bonito. Se você quer, você pode. Você consegue. É só ter força, foco e fé.

Não acho que devemos expor nossas dificuldades para todos e entendo, perfeitamente, uma enxurrada de posts felizes, motivacionais e inspiradores nas redes sociais. Mas, fora das redes, também encontramos sorrisos que escondem tristezas, pessoas aparentemente bem-sucedidas que estão frustradas, casais que demonstram estar felizes e não se suportam.

Mas não é sobe isso que desejo falar, pois a intimidade de cada um pertence a si mesmo. Quero dizer que toda essa aura de felicidades, de contentamento, de obrigação de ser feliz o tempo todo, faz com que as pessoas não tolerem algo tão humano e simples: a tristeza.

Não importa o motivo todos nós ficamos tristes vez ou outra. E ficar triste, embora seja condenado atualmente, faz parte da vida. Precisamos aceitar a tristeza e lidar com ela. Sofreu uma desilusão, foi acometido por uma doença, perdeu alguém querido, ficou sem emprego, o plano deu errado. E um direito seu ficar triste, chorar e sofrer.

Eu sei que estou falando o óbvio, mas já vi gente dizendo “não chore” para alguém que acabou de perder um ente querido. Não é desumano exigir que uma pessoa fique bem, não derrame uma lágrima após o falecimento de alguém?

Ninguém quer sofrer, mas o sofrimento faz parte da vida. Não significa que a pessoa esteja depressiva, seja fraca, não saiba lidar com as suas emoções. Pelo contrário. Quem finge estar feliz quando na verdade está infeliz, está ignorando a si mesmo e sabotando a própria felicidade.

Não se culpe quando estiver triste e o mundo parece estar feliz. Permita-se viver seus momentos de fraqueza, de dor, de insegurança, de medo, de insatisfação. Respire. Chore. Escreva sobre isso. Converse. Se preciso for, peça ajuda. E se não conseguir lidar com o problema, procure ajuda profissional.

Mas entenda: não há nada de errado em estar triste, decepcionado, frustrado, desanimado uma vez ou outra. Errado é ignorar os nossos sentimentos e emoções, perseguir uma felicidade inexistente e mentir para nós mesmos.

E acredite: a tristeza tem fim.

linhaassinatura_GISELI

 

Anúncios
Etiquetado , , , ,

Sobre as expectativas dos outros

Você conhece alguém e logo começam a perguntar sobre o namoro, engata o namoro e já perguntam sobre data de casamento, casa e logo perguntam quando vem o primeiro filho, nasce o primeiro e já cobram o segundo. Eu não sei como é para os homens, mas nós mulheres somos cobradas constantemente, principalmente em relação a relacionamento amoroso e maternidade.

Eu, casada e mãe, não tenho absolutamente nada contra casamento e maternidade. Mas fico bastante incomodada com a ideia de que nascemos única e exclusivamente para ter alguém e procriar. Como se valêssemos menos se não estamos em uma relação amorosa ou não temos filhos. Quando uma mulher afirma que não deseja ter filhos, então, é logo tachada de fria, calculista e má pessoa.

Acredito que tantas cobranças sobre o que é ser mulher acabam, sim, por influenciar nossas escolhas e estabelecer padrões que, muitas vezes, não trazem felicidade. Escuto e leio inúmeros relatos de mulheres angustiadas por estarem sozinhas, reclamando que não encontram ninguém e seus relacionamentos não dão certo. Mas estar com alguém é garantia de felicidade e realização? Casar pode não ser bom para todo mundo, assim como ter filhos também não.

As inúmeras cobranças são se restringem somente a relação amorosa e filhos. Eu sei disso. Embora seja bastante chato seria até mais fácil lidar somente com essas questões. Criam expectativas – e inúmeros questionamentos – sobre todas as áreas da nossa vida. Uns se metem com mais veemência do que outros, mas dificilmente há alguém no mundo que não seja interrogado vez ou outra. Sobre família, estudo, emprego, filhos, casamento, amigos. Não importa. Os outros têm sempre um conselho incrível e uma opinião para dar.

Diante de tantas cobranças, você sabe exatamente o que deseja? Faz o que acredita ser o melhor para a sua vida? Casou por amor ou por achar que era hora? Vive de acordo com as suas expectativas ou as dos outros? São mais felizes aqueles que descobrem o que querem, que sabem onde desejam chegar, que lutam pelos seus objetivos e não vivem por perseguir aspirações alheias para serem exemplos.

Desejar casar e ter filhos é saudável. Casar e ter filhos porque os outros querem, por achar que já está na idade ou que não vai encontrar uma pessoa melhor já não é uma boa ideia. Além de nunca saciar as expectativas alheias, vai estar sempre em desacordo com as expectativas da pessoa mais importante do mundo: você mesmo.

Abra o coração para o amor, mas saiba que a sua felicidade não está em ninguém a não ser em si mesmo.

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , , , , ,
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: