O tempo cura tudo?

andando2

Ouvimos constantemente que tudo passa e o tempo cura tudo. Mas tudo que vivemos deixa marcas e, dependendo da situação, o máximo que conseguimos fazer é seguir em frente. Ignorando ou não o que tenha acontecido. Lidando de maneira positiva ou negativa. Aprendendo ou não com o acontecido.

Vamos aos exemplos:

  1. Você descobre que o companheiro te traiu. E resolve perdoar. Consegue esquecer o que aconteceu?  É capaz de confiar da mesma maneira que antes? Em nenhum momento lembra de que um dia a pessoa amada esteve nos braços de outra mesmo estando nos seus? E se, ao contrário, você resolve se separar? Consegue esquecer e recomeçar outra história sem medo? Confia nos homens facilmente? Não se sente machucada e humilhada?
  2. Uma pessoa querida falece. A vida precisa continuar. Você começa a se dedicar aos seus planos e fazer de tudo para viver bem. Mas você esquece? A pessoa deixa de fazer falta? Nunca mais sente saudade? Vê algo que ela fazia ou gostava e nem se lembra?
  3. Alguém age de maneira preconceituosa com você. Respondendo ou não no momento em que aconteceu, como você fica? Começa a reivindicar seus direitos? Passa a observar os momentos em que é discriminado? Ressente-se? Acha que tem mesmo razão para sofrer este tipo de agressão
  4. Na infância você teve um pai ausente e acostumou a não ter a presença dele. Mas nunca imaginou como seria a vida se não tivesse sido rejeitado?

Não vou me estender aos exemplos, pois o objetivo não é encontrar situações que nos fizeram sofrer. Mas pensar de que maneira lidamos com o que aconteceu conosco ao longo da vida. Uma famosa citação de Sartre diz que “Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você.”

Pessoas que foram violentadas não necessariamente violentam outras. Pessoas que foram abandonadas pelos pais não necessariamente abandonam seus filhos. Cônjuges traídos não necessariamente traem para se vingar. Mas também não significa que esqueceram o que passaram. A minha questão é: será que o tempo cura todas as feridas? O tempo apaga tudo que nos acontece?

As cicatrizes fazem ser o que somos. A dor, o choro, o sofrimento, pode diminuir e gente pode aprender com o que viveu. Mas, se nossa memória se manter sã, a gente nunca vai esquecer o que nos fez sofrer. Porque não se trata de esquecer ou de ignorar. Porque realmente não é para esquecer ou ignorar. Mas saber lidar com nossos próprios sentimentos.

A verdade é que tudo fica. O que passa é a fúria, a raiva, o ódio, o choro, a frustração, a decepção, o medo. Todas as situações que vivemos permanecem em nós. Porque ser humano é sentir. É tornar-se pessoa a partir das circunstâncias que vivenciamos.

Pode ser que lá na frente a gente olhe para trás e lembre um acontecimento ruim sem dor. Ou até mesmo ache graça. Mas apagar a gente não vai. Nem o tempo vai.

Crônica publicada originalmente no blog da autora.

linhaassinatura_GISELI

Anúncios
Etiquetado , , , ,

Um pensamento sobre “O tempo cura tudo?

  1. Esquecer é difícil, mas preencher os espaços que restaram com outras coisas boas pode ser uma saída.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: