Arquivo da tag: amigo-oculto

Boas festas

Eu gosto da ideia de ciclos, de renovação, de ter esperança de que tudo vai ser melhor do que é – presentes nesta época do ano. Mas o choque de realidade que vivi em 2019 me ensinou que todos os dias são iguais. Depois de meia noite e o que muda? Nada. Absolutamente nada. Estamos ali diante dos mesmos problemas, dilemas, reflexões e esperanças.

Isso não é um texto pessimista. Ou não deveria. É uma tentativa de dizer que devemos celebrar mais a vida e não aguardar por datas festivas para marcar o encontro com as amigas, ver aquele parente distante, comer o que gosta, presentear quem você ama.

2019 não foi bom para quase ninguém e, claro, a maioria de nós quer se ver livre dele. Eu sou uma dessas pessoas. Creio, de todo coração, que não vou viver um ano tão ruim quanto esse e, que se fui capaz de sobreviver a este ano, darei conta de enfrentar os desafios que vão surgir. E isso é o que desejo a todos: força para enfrentar o que vier.

Desejo também que não façam confraternizações por obrigação, que não comprem roupas novas para desfilar para os outros, que não deem presentes e fiquem endividados, que não façam doações esperando reconhecimento. Que todos possam ser verdadeiros com os outros e consigo mesmo. Que deem e recebam abraços e beijos sinceros. E, se ganharem presentes, que tenham sido comprados com carinho e amor.

Feliz Natal e bom ano novo!

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , , ,

Amigo-oculto, a tradição de final de ano

presentsDentre as muitas coisas boas de dezembro uma delas é que as pessoas dizem que vão marcar alguma coisa e marcam mesmo. A agenda fica lotada de confraternizações: com os amigos de infância, colegas de escritório, turma da faculdade, familiares. E é praticamente impossível pensar em final de ano sem pensar em amigo-oculto.

É clichê, é batido, muitas pessoas não gostam da brincadeira, mas ela resiste. Apesar do trabalhão que dá: desde agendar uma data que todo mundo possa, a definir o valor do presente, passando pelo estilo de festa. E se o grupo sobrevive a isso sem brigas, existe amizade ali. E amizade sempre vale a pena.

Eu não faço ideia de onde surgiu essa brincadeira, quando nem quem a inventou. Só sei que todo ano sou convidada para mais de um amigo-oculto e por mais tímida que eu seja, por mais que nunca saiba dizer nada sobre a pessoa que sorteei, dificilmente me recuso a participar.

Para ter uma ideia, o mês está na metade e já participei de dois. Outros dois estão agendados para a próxima semana. Mas confesso que essa não é minha brincadeira preferida e que já tive péssimas experiências na infância, como por exemplo, ganhar um porta-joias enquanto todo mundo ganhou brinquedo.

Aliás, amigo-oculto é uma ótima maneira de ensinar as crianças a lidar com as frustrações, já vi muitas chorarem depois de ganhar o presente. Isso ensina que nem sempre os outros vão adivinhar seus pensamentos e mesmo falando com todas as letras o que deseja talvez não seja atendido. A vida é assim.

Amigo-oculto de livros, de chocolate, de havaianas, não importa. Importa é o pretexto para desejar felicidades àqueles que conviveram conosco o ano todo ou que não vemos durante os outros dias do ano, mas fazem parte da nossa história. E isso faz valer a brincadeira, mesmo que ela seja, na verdade, muito sem graça.

Boas festas!

linhaassinatura_GISELI

Etiquetado , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: