O que te faz ficar?

Li recentemente que o Brasil registrou um novo recorde de divórcios no primeiro semestre de 2021. De acordo com dados do Colégio Notarial do Brasil, de janeiro a junho de 2021, foram 37.083 divórcios, um aumento de 24% em relação ao primeiro semestre de 2020.

Quem me conhece sabe que considero a possibilidade de se divorciar uma conquista muito importante. Ficar casado a vida inteira, como nossos antigos avós faziam, não é sinônimo de felicidade. Todos nós conhecemos histórias de mulheres que sofrem violência doméstica, que viveram relacionamentos infelizes, mas não podiam se separar. Esse texto, no entanto, não é sobre isso.

Este texto é sobre as pessoas que, contrariando as estatísticas, permaneceram junto dos seus parceiros. Pessoas que, em algum momento, podem ter pensado em se separar, mas concluíram que o relacionamento valia a pena, que era importante, que desejava ficar. E a minha pergunta é: o que te faz ficar nessa relação?

Somos todos seres imperfeitos e nos relacionamos com pessoas imperfeitas. Chatas. Mandonas. Teimosas. Convencidas. Ansiosas. Inseguras. Dramáticas. Gastadeiras. Implicantes. Quietas. Falantes. Eu não conheço a pessoa com quem você convive e qual (ou quais) característica te incomoda. Mas tem uma. Ou mais de uma.

Essa mesma pessoa, no entanto, tem características que te agradam, que te enchem de orgulho, que te fazem acreditar no amor, que fazem com que você decida ficar. Dia após dia. Mês após mês. Ano após ano. E quanto tempo isso faz? Há quanto tempo estão juntos? O que te encantou, lá no início? Por que decidiu dividir a vida com essa pessoa?

Agora, depois de passado algum tempo, ela é a mesma pessoa? O que mudou? O que ainda permanece? O quanto você mudou? O quanto dessa pessoa há em você? E, passadas tantas experiências juntos, boas e ruins, o que te fez ficar, mesmo com toda possibilidade de ir embora? Você já parou para pensar sobre isso?

O amor é importante, claro. Se o casal se ama – ou ainda se ama – tem aí uma grande vantagem. Mas um relacionamento duradouro é construído diariamente por pessoas que, apesar de toda a facilidade de ir embora, resolvem ficar. Decidem compartilhar planos, sonhos e viver juntos quando poderia ser mais fácil estarem separados.

O amor é uma coisa boa, mas não é uma coisa fácil. Se você está feliz com quem ama não considere isso pouca coisa. Celebre a decisão de ficar. Demonstre a felicidade de ficar.

assinatura_GISELI

Etiquetado , , ,

Um pensamento sobre “O que te faz ficar?

  1. […] publicado no Amor Crônico em 8 de fevereiro de […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: