“Casamento não é só trepar!”

Dias desses, enquanto desci para ir à farmácia, passei por um casal de idosos que, pelo que entendi, estava falando de outro, porque ouvi a seguinte frase “eu disse para ela que casamento não é só trepar!”. O homem ficou sem graça quando me viu, a mulher baixou a voz e continuaram o caminho, provavelmente falando da vida alheia.

Eu já conheci jovens que se casaram para ter liberdade para transar, principalmente religiosos, que prezam pela virgindade, têm família rígida e julgam certo ter relações sexuais só depois do casamento. Não estou aqui para julgar quem casa cedo ou tarde, virgem ou não. Desde que seja uma escolha consciente, é válido respeitar seus valores e fazer o que acha correto.

Mas, convenhamos, quem acha que casamento é só transar, como ouvi da senhorinha na rua, está fudido mesmo. E, neste caso, nem é literalmente. Viver sob o mesmo teto, administrar casa, vida pessoal, vida profissional e acadêmica, dar conta dos filhos, ter um monte de boleto para pagar e ficar assoberbado pela rotina pode ser desafiador para o tesão.

A verdade é que, vivendo todos os dias com a mesma pessoa, fica difícil ter tesão se não tem mais nada interessante além de sexo. Se a pessoa não é parceira, não torce pelo seu sucesso, não ajuda nos afazeres, não está presente, não conversa. Amor e paixão são coisas diferentes. Os mais maduros vão me entender. E, para o amor durar, é necessário muito mais do que sexo.

Embora, claro, o sexo seja importante. É ele, afinal, que diferencia um amor de amizade. O pai de um amigo, advogado que atua em direito de família, falava que se o casal ainda tivesse desejo um pelo outro geralmente voltava. E que dava para sentir a tensão (ou seria tesão?) entre eles. Por que, mesmo apaixonados estavam ali, discutindo e prestes a separar? Porque não conseguiam se entender na vida cotidiana.

É a rotina, o dia a dia, que sustenta um relacionamento amoroso. É claro que sexo é importante. Um casamento sem sexo vira amizade. Mas um casamento só com sexo é o que? É preciso ter uma vida compartilhada, sonhos a serem concretizados, conquistas a serem comemoradas, problemas a serem resolvidos, planos a serem desfeitos e refeitos. Que vão além da cama, do desejo e do tesão.

Eu não conheço a senhorinha que passou por mim e muito menos de quem ela estava falando. Espero que o casal se acerte e consiga criar uma conexão que vai além do desejo, tão importante, principalmente, no início de qualquer relacionamento, mas que não se sustenta sozinho durante muitos anos.

“Amor é um livro
Sexo é esporte
Sexo é escolha
Amor é sorte”

Rita Lee

linhaassinatura_GISELI

 

Etiquetado , , , , , , ,

Um pensamento sobre ““Casamento não é só trepar!”

  1. […] publicado no Amor Crônico em 20 de julho de […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: